Secretaria de Saúde fará caminhada Setembro Amarelo no Vale das Pedrinhas

A Secretaria Municipal de Saúde, por meio do Centro de Atenção Psicossocial para Álcool e Drogas (CAPS AD), realizará a caminhada Setembro Amarelo, de prevenção ao suicídio, das 9h às 12h da próxima sexta-feira (22/9), no Vale das Pedrinhas.

Na sexta-feira passada (15) ocorreu uma caminhada no CAPS do Paiol. O percurso seguiu pela Avenida Dedo de Deus até a Praça Paulo Terra, no Centro.

A campanha Setembro Amarelo é uma iniciativa da Organização Mundial de Saúde (OMS) com o Centro de Valorização à Vida (CVV) e a Associação Brasileira de Psiquiatria (ABP). Em Guapimirim, a decisão de promover o evento se deve ao número de casos de tentativa de suicídio no município. Um estudo revela que entre 2012 e 2014 houve ao menos 130 casos. Contudo, estima-se que seja muito maior, por conta da falta de registros.

O ponto de concentração será no CAPS AD, na Rua Antônio Raposo Tavares n° 11, na Praça do Vale, até o portal de entrada do bairro, na BR-493.

Secretaria de Saúde promove a descentralização do Programa de Combate ao Tabagismo

A Secretaria de Saúde está promovendo a descentralização do Programa Municipal de Combate ao Tabagismo (PMCT). O serviço que era oferecido somente no Posto de Saúde João Arruda, no Centro, agora está disponível em diversos locais da cidade.

Com a descentralização, o paciente pode realizar todo o tratamento, com medicamentos, palestras e reuniões em grupo e individuais em qualquer unidade de Estratégia Saúde da Família (ESF), Unidade Básica de Saúde (UBS), CAPS Centro, CAPS Álcool e Drogas ou Centro de Atendimento à Saúde do Idoso (CASI).

Para isso todas as enfermeiras e recepcionistas destas unidades participaram na última quinta-feira (14/09), por um curso de capacitação com a Coordenadora do PMCT, Claudia Moura. “A partir de agora nós vamos dar oportunidade para que os pacientes dos bairros mais distantes tenham acesso ao tratamento”, afirmou.

A Coordenadora ainda completou, “outro benefício é conscientizarmos cada vez mais pessoas sobre os malefícios que o cigarro traz para o fumante e também para os seus familiares, que são considerados fumantes passivos, e dessa maneira podemos diminuir o número de pacientes com doenças decorrentes do cigarro”.

Agentes Comunitários de Saúde participam de mais um curso de capacitação

A Secretaria Municipal de Saúde, em parceria com a Secretaria de Assistência Social e Direitos Humanos, realizou na última quarta-feira (13/09), mais um curso de capacitação para que os Agentes Comunitários de Saúde que atuam no acompanhamento das famílias beneficiárias do Programa Bolsa Família conheçam de forma mais aprofundada o Programa e seus objetivos de acompanhamento na área de saúde.

O curso foi realizado em dois turnos e atendeu aos 60 agentes do município, que participaram de palestras com o Coordenador de Gestão de Programas Sociais da Secretaria Municipal de Assistência Social e Direitos Humanos, David Navarro, e com a Nutricionista da Secretaria Municipal de Saúde, Monise Ferreira.

No turno da manhã, o evento contou com a participação da Secretária Municipal de Assistência Social e Direitos Humos, Paula Machado, que deu início ao curso e com o Secretário de Saúde, Marco Appolinário, que reforçou a Atenção Básica como prioridade no governo e disse, “nós contamos com o comprometimento de vocês para que a saúde em Guapimirim se mantenha num bom caminho. Precisamos que cada um esteja 100% dedicado”.

A capacitação abordou temas como “O que é o Programa Bolsa Família?”, “A fiscalização do recebimento indevido de benefícios do Programa”, “Gestão de benefícios” e o “O acompanhamento familiar no Programa Bolsa Família”, entre outros.

Escola Municipal Professora Acácia Leitão Portela recebe 1º Fórum de Políticas Públicas para a Capoeira de Guapimirim

No último domingo (17/09), uma grande roda de conversa marcou o 1º Fórum de Políticas Públicas para a Capoeira de Guapimirim. O encontro promovido pelo Movimento Integração dos Grupo de Capoeira e com o apoio da Prefeitura, através da Secretaria Municipal de Cultura, promoveu uma discussão sobre a capoeira na sociedade e as políticas públicas para o desenvolvimento dessa arte.

Abordando temas como diversidade cultural, educação e acessibilidade, a grande roda de conversa, formada pelos diversos grupos de capoeira que compareceram ao evento, promoveu integração dos grupos através da pluralidade dos assuntos ligados à arte. A mesa de debates foi formada pelo Professor Luís Cláudio, secretário municipal de Cultura, pelo professor Jairo Pereira, pelo professor Amaury Mendes Pereira, especialista em História da África, por Luiz Rufino, mestre em Educação e capoeirista, e pelo Mestre Bujão (David Nascimento Bassous), capoeirista e especialista em acessibilidade cultural.

Abrindo o debate, o secretário municipal de Cultura, Professor Luís Cláudio, destacou a importância da cultura para o desenvolvimento de uma sociedade. “É no campo da Cultura que conseguimos promover uma formação sociopolítica no indivíduo e trabalhar com a variedade das informações promovidas por diversos grupos”. O secretário também ressaltou o valor do fórum para essa formação. “Nosso objetivo é fazer com que Guapimirim seja o primeiro município do estado do Rio de Janeiro a ter de fato uma política pública para a capoeira, além de consagrar essa expressão cultural como patrimônio municipal”, finalizou.

Durante a roda de discussão, o professor Jairo Pereira abordou a temática da origem da capoeira. Já o professor Amaury Mendes Pereira falou sobre a importância da capoeira para o desenvolvimento da sociedade, destacando a vitória na Guerra do Paraguai (1864-1970) que, segundo o professor, foi vencida após a convocação de capoeiristas.

O Mestre Bujão também falou sobre polícias públicas para a capoeira, visando a acessibilidade e abordando a necessidade da participação popular na criação dessa política. Finalizando a roda de conversa, Luís Rufino colocou em pauta o diálogo multilateral para a construção de uma sociedade igualitária, tendo em vista a educação como ponto de partida.

O 1º Fórum de Políticas Públicas para a Capoeira de Guapimirim também promoveu a discussão de ideias entre o público presente e uma grande roda de capoeira, ao som de atabaque, berimbau e as clássicas canções que caracterizam essa expressão cultural.

Em Guapimirim tem Setembro Amarelo

A Avenida Dedo de Deus, no Centro de Guapimirim, ‘ficou’ amarela na manhã desta sexta-feira (15/9). Aconteceu a caminhada Setembro Amarelo de preservação à vida e de prevenção ao suicídio, em celebração ao Dia Mundial de Prevenção ao Suicídio no último dia 10 deste mês. A concentração foi no Centro de Atenção Psicossocial (CAPS), no Paiol, com percurso até a Praça Paulo Terra.

“Esse evento é importante, porque mostra que a questão do suicídio está muito comum entre os adolescentes. Isso é uma realidade que tem que ser enfrentada”, disse o secretário Municipal de Saúde, Marco Appolinario.

“Setembro é o mês de prevenção ao suicídio, é uma iniciativa da Organização Mundial de Saúde (OMS) com o Centro de Valorização à Vida (CVV) e a Associação Brasileira de Psiquiatria (ABP). A prevenção ao suicídio tem que começar pelo esclarecimento, para começar a dirimir os efeitos do preconceito sobre este tema, porque diz respeito à violência e a todas as questões sociais que o país está passando. O suicídio pode estar ligado a transtornos. Estamos em 2017, mas ainda há muito preconceito, por isso nossa iniciativa hoje é de prevenção, no sentido de esclarecimento, em prol de uma sociedade mais pacífica, mais acolhedora e mais compreensiva com a questão do sofrimento humano”, explicou a psicóloga do CAPS, Ana Cloe.

“O Setembro Amarelo está no Brasil desde 2014, e a atual Coordenação de Saúde Mental do CAPS teve a ideia de realizar esta caminhada em prol da vida, devido ao número elevado de tentativas de suicídio em Guapimirim, alguns com óbito, inclusive dentro do nosso quadro de funcionários na Prefeitura. Tivemos um caso que chegou a óbito e duas tentativas, porque a depressão é uma doença que está presente muito forte em nossa sociedade hoje, devido a questões como estresse, acúmulo de trabalho ou falta dele. Não existe um foco específico para isso. Pedimos a participação de alunos de escolas estaduais e municipais, por conta de idéias suicidas que estão crescendo assustadoramente entre os jovens, o jogo da Baleia Azul, bullying, entre outros fatores (…); o nosso objetivo é discutir o assunto, porque a sociedade fala pouco sobre isso. É a primeira vez que o Setembro Amarelo contou com a integração de todas as secretarias ”, complementou a assistente social e coordenadora do CAPS, Flaviane Babick.

Um estudo feito em Guapimirim mostrou que entre 2012 e 2014 houve, ao menos, 130 casos de tentativa de suicídio, contudo estima-se que o número pode ser bem maior, por causa da falta de registros, já que o tema é tabu na sociedade brasileira.

A caminhada foi puxada por agentes de trânsito da Guarda Civil Municipal que aproveitaram a ocasião para homenagear a família de um colega de trabalho, cuja vida se perdeu no mês passado. Os profissionais lamentaram não ter identificado que o funcionário estava com problemas e precisava de ajuda. O evento contou com a participação da Banda Marcial Garra.

 

Prefeitura realiza Dia D de multivacinação neste sábado

A Prefeitura de Guapimirim, por meio da Secretaria Municipal de Saúde, promoverá amanhã (16/9), das 8h às 17h, o Dia D da Campanha Nacional de Multivacinação em todas as unidades de saúde, com atualização da caderneta de vacinação para adolescentes menores de 15 anos.

A campanha estará em vigor até o próximo dia 22 de setembro.

O que é a multivacinação?

Trata-se da oferta de todas as vacinas que uma pessoa deve tomar desde o nascimento até os 14 anos de idade, tais como BCG, Hepatite A, Meningocócica C, entre outras.

A campanha serve para colocar em dia as vacinas para regularizar a caderneta de vacinação.

Guapimirim terá II Conferência Municipal de Promoção da Igualdade Racial

Acontecerá no próximo sábado (16/9), das 8h às 15h, a II Conferência Municipal de Promoção da Igualdade Racial, no Sindicato dos Empregados de Empresas de Asseio e Conservação do Município do Rio de Janeiro (Siemaco), na Estrada do Limoeiro, nº 199, Sede Campestre. O tema será ‘O Brasil na década dos Afrodescendentes: Reconhecimento, Justiça e Desenvolvimento’.

O evento será promovido pela Prefeitura de Guapimirim, por meio da Secretaria Municipal de Assistência Social e Direitos Humanos, em parceria com a Coordenadoria de Promoção da Igualdade Racial.

“Esta conferência tem por objetivo discutir políticas públicas de igualdade racial e buscarmos formas de combate ao preconceito. A gente percebe o abismo que existe no país entre negros e brancos nas universidades e no mercado de trabalho. A população negra encontra maior dificuldade para vencer na vida”, comentou a secretária Municipal de Assistência Social e Direitos Humanos, Paula Machado.

“A Conferência de Promoção da Igualdade Racial vem para consolidar o compromisso da gestão pública nas políticas de certos de segmentos no município. Com o tema ‘O Brasil na Década dos Afrodescendentes: Reconhecimento, Justiça e Desenvolvimento’, a Coordenadoria vem ao encontro de implementações das políticas de ações afirmativas em Guapimirim, garantindo, assim, a igualdade de oportunidades para todos”, explicou a coordenadora de Promoção da Igualdade Racial, Fátima dos Santos.

Veja a programação completa:

8h – Credenciamento

9h – Mesa de Abertura (autoridades)
Hino e apresentação Cultural

09:30h – Mesa de Leitura e aprovação do Regimento Interno

10h30 – Encerramento da leitura do Regimento

Tema Central: ‘O Brasil na Década dos Afrodescendentes: Reconhecimento, Justiça e Desenvolvimento’

10h30 – 1ª Mesa irá abordar temas I; II e III (Reconhecimento, Justiça e Desenvolvimento dos Afrodescendentes)
Palestrante: Sr.ª Clátia Vieira

11h – Abordar tema III: Desenvolvimento dos Afrodescendentes

11:30 – Abordar tema: Discriminação Múltipla ou agravada dos Afrodescendentes
Palestrante: Sr. Hélio Ventura

12h – Encerramento da Mesa de palestrantes

12h – Intervalo para o almoço

13h – Grupos temáticos

13h30 – Apresentação e aprovação das propostas

13h45 – Eleição dos Delegados

15h – Apresentação dos Delegados da IV Conferência Municipal de Promoção da Igualdade Racial

1º Fórum de Políticas Públicas para a Capoeira de Guapimirim promete movimentar final de semana

Encontro é aberto ao público e irá reunir capoeiristas, pessoas ligadas à cultura local e pesquisadores sociais

No próximo domingo (17/09), a Escola Municipal Professora Acácia Leitão Portela irá sediar o 1º Fórum de Políticas Públicas para a Capoeira de Guapimirim. Promovido pelo Movimento Integração dos Grupo de Capoeira, o evento conta com o apoio da Prefeitura, através da Secretaria Municipal de Cultura, e tem como objetivo promover a construção de uma política pública voltada para a capoeira.

O secretário municipal de Cultura, Professor Luís Cláudio, destacou a importância do evento como um marco para a visibilidade da capoeira enquanto patrimônio cultural de Guapimirim. “O fórum procura fortalecer os grupos culturais e promover visibilidade à cidade através da capoeira. O evento vai reunir pessoas que estarão discutindo quais são as políticas mais adequadas para que possamos estabelecer a capoeira como referência no município e ter a convicção de que essa expressão cultural é nosso patrimônio”, disse.

Para o Mestre Paulão Kikongo (Paulo Henrique Menezes da Silva), o fórum vai ser o ponto de partida para criar a salvaguarda da capoeira no município. “Nossa meta é fazer com que Guapimirim seja o primeiro município no Estado do Rio de Janeiro a elaborar e colocar em prática um Plano Municipal de Salvaguarda da Capoeira. Nossa proposta é elaborar ações de divulgação, publicações de livros sobre a capoeira na cidade, uma plataforma colaborativa na internet onde se possa construir conteúdos teóricos relacionados a capoeira local, além da busca pela construção de um Centro de Referência da Capoeira no município”, disse Mestre Paulão.

Com os temas Capoeira e Educação, Capoeira e Salvaguarda e Capoeira e Acessibilidade Cultural, o evento irá reunir capoeiristas de Guapimirim, Caxias, Nova Friburgo, São Gonçalo e Rio de Janeiro, além palestrantes e representantes de instituições ligadas à cultura. “Acreditamos que vamos ter um grande público em busca de aprendizagem e troca de conhecimento. Já temos a confirmação de vários seguimentos culturais de Guapimirim e também representantes do Museu Von Martius e do Iphan”, completou o Mestre Paulão, destacando que o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional doou livros para serem doados no evento.

Ao término das palestras, acontecerá uma grande roda de capoeira em confraternização, reunindo o público presente e as associações que fazem parte do Movimento Integração. “Quando as pessoas que estão envolvidas nesse mundo da capoeira se aproximam do nosso Governo e nos emprestam a sua confiança, significa que já percebem que estamos construindo um outro paradigma de política cultural, que presa sua diversidade cultural e a multiplicidade de identidades culturais em Guapimirim”, finalizou o Secretário de Cultura, Professor Luís Cláudio.

Serviço:
Dia: 17/09/2017
Horário: 10h
Local: Escola Municipal Professora Acácia Leitão Portela (Estrada Rio-Teresópolis, KM 107 – CIEP de Parada Modelo)

Setembro Lilás: Prefeitura realiza palestra de conscientização sobre o Alzheimer

Aconteceu na manhã desta quarta-feira uma palestra de conscientização sobre o Alzheimer, doença degenerativa que causa a perda de memória, em celebração ao Dia Mundial de Conscientização do Alzheimer no próximo dia 21 de setembro. O evento ocorreu no Centro Cultural, no Centro de Guapimirim, e reuniu mais de cem pessoas.

“Gostaria de agradecer a presença de todos, e dizer que para a Prefeitura [de Guapimirim] é muito importante apoiarmos um evento como este, pois o cuidado e a atenção à terceira idade são algumas de nossas prioridades”, disse a secretária Municipal de Assistência Social e Direitos Humanos, Paula Machado.

Já a neurologista Vilma Câmara, da Associação Brasileira de Alzheimer (ABRAz), falou da importância do diagnóstico e da importância da entidade para dar assistência aos familiares de pessoas com a doença.

O evento também contou a presença de mais duas representantes da ABRAz, a diretora Eliana Faria e a Dra. Yolanda Boechat.

Logo no início houve a apresentação teatral ‘Não te esqueças de lembrar’, escrita pelo coordenador de Políticas Culturais, Roosevelt de Lima, e contou com a atuação de Glória Macedo, Thainá Rodrigues e João Luz, todos da Secretaria Municipal de Cultura.

O evento contou com a parceria entre as secretarias de Assistência Social e Direitos Humanos, de Saúde, de Cultura e de Educação, explicaram as coordenadoras do Idoso, Teresa Ramos, e de Saúde do Idoso, Susiane Araújo.

Escola Municipal Acácia Leitão Portela lança projeto Escola Sustentável – o Guapi que eu vivo

Primeira fase do programa atendeu professores da rede municipal de ensino

A Escola Municipal Acácia Leitão Portela, localizada em Parada Modelo, apresentou, nesta terça-feira (12/09), o projeto Escola Sustentável – o Guapi que eu vivo, cujo objetivo é promover sustentabilidade socioambiental através da capacitação de profissionais da educação e alunos do município. O projeto é agraciado pelo Programa Escola Sustentável, do Ministério da Educação.

A secretária de Educação, Cecília Pais, prestigiou o evento e ressaltou a importância de projetos como o Escola Sustentável. “É uma ferramenta pedagógica que tem como objetivo transformar a escola em um espaço sustentável, tratando não apenas de questões ambientais, mas também de inclusão, promoção de valores e direitos humanos”, destacou.

De acordo com a diretora da E. M. Acácia Leitão Portela, Rosimere Guimarães, dentro das unidades escolares há uma grande necessidade de aprender e ensinar sobre reaproveitamento. “É muito importante que os alunos e os professores tenham essa responsabilidade de reaproveitar as coisas que usamos todos os dias. Nossa escola é a maior do município e buscamos, através desse projeto, ser multiplicadores dessa ideia para as outras unidades”, disse.

A primeira fase do projeto foi a capacitação dos profissionais da Educação com relação ao sentimento de pertencer a cidade. Para isso, foram realizadas, no auditório da escola, duas palestras para abrir o programa. A primeira foi conduzida pelo jornalista e mestrando em Turismo, Rafael Coelho, ex-aluno da rede pública de ensino de Guapimirim, cujo tema abordou a temática do turismo sustentável como diferencial para o crescimento do município.

A segunda palestra foi ministrada pelo subsecretário de Agricultura, Urias Fernandes, que falou sobre produção agropecuária. “Um dos setores que devem ser restaurados dentro do município é o agronegócio, desenvolvendo questões de sustentabilidade através de técnicas e incentivos. Atualmente, o desenvolvimento de um município está diretamente ligado às práticas sustentáveis e a conscientização da população com relação a essas ações”, concluiu.

A segunda parte do projeto Escola Sustentável será capacitar os alunos da E. M. Acácia Leitão Portela através da criação de uma horta orgânica, oficinas com reutilização de materiais sustentáveis, gincanas com a mesma temática e passeios turísticos pela cidade. “Os alunos ficam empolgados com as atividades fora de sala de aula e, com isso, conseguimos agregar valor à toda a programação proposta dentro do projeto Escola Sustentável”, finalizou a coordenadora pedagógica, Sandra Ferreira de Almeida.