Nova emergência do Hospital Municipal é inaugurada

Unidade de saúde contará com duas emergências e cerimônia ocorre duas semanas após a inauguração do primeiro centro de diagnóstico por imagem municipal

A Prefeitura de Guapimirim, por meio da Secretaria Municipal de Saúde, inaugurou a nova emergência do Hospital Municipal José Rabello de Mello, no Bananal, no início da noite desta sexta-feira (20/10). Em vez de uma, agora serão duas recepções, uma voltada para crianças e gestantes e outra destinada ao público em geral. Além disso, foram criados a Sala de Estabilização e novos sanitários.

A nova emergência é para evitar que crianças e gestantes se deparem com pacientes que chegam feridos e/ou em estado grave à unidade de saúde.

O diretor Médico, Dr. Daniel Kitamura, explicou que o hospital contará com uma equipe médica capacitada – formada por cardiologista, fisioterapeuta, entre outros profissionais – para atender os pacientes.

Já o diretor de Enfermagem, Eduardo Fernandes, contou que a Sala de Estabilização receberá os pacientes que chegarem em estado crítico. No local, eles receberão o atendimento adequado para estabilizar o quadro clínico e serem levados para o CTI. Essa sala funcionará 24 horas e sete dias por semana.

A diretora Administrativa, Luciana Brisson, disse que a nova emergência e a Sala de Estabilização são algumas das melhorias implementadas no hospital e na rede municipal de saúde.

“Quero que a população, quando vier ao hospital, sinta a diferença, veja que tem um ar condicionado, uma sala de espera, uma emergência com qualidade, e acabar com o descaso de passar uma pessoa baleada na frente de uma criança ou de uma senhora grávida. Acabou isso! Qualidade de vida é o que temos buscado para oferecer aos moradores do nosso município. Em 10 meses já fizemos muita coisa. Há duas semanas inauguramos o Centro de Imagem (Guapi Imagem), e agora a nova emergência”, expressou o prefeito Zelito Tringuelê.

“É sempre uma alegria e um privilégio fazermos uma inauguração. Isso significa que o governo está entregando algo novo para a população. Isso é o motivo de um governo existir. Um governo existe para atender a população, para que as pessoas sejam melhores atendidas. Quando participamos de uma inauguração que se vê que isso está relacionado ao cuidado com as pessoas (…); sabemos a tarefa árdua que é trabalhar num hospital. O governo tem trabalhado bastante para garantir melhores condições de atendimento e de trabalho. Não posso deixar de falar que faltando 10 a 12 dias para assumirmos o governo, os médicos foram ao fórum dizer que não poderiam trabalhar, porque não tinham condições de trabalho, não tinham condições de atender os pacientes e que eles tinham medo de ser processados por omissão de socorro. Se vocês (o público) nos perguntarem se tudo está bom hoje, vamos dizer que não, porque temos a consciência de que é preciso fazer muito mais. Porém, em 10 meses de governo já fizemos muita coisa”, sustentou o vice-prefeito Pastor Ricardo.

“Essa nova emergência é uma conquista que o Município está conseguindo. A primeira atribuição que o prefeito [Zelito Tringuelê] nos deu foi tratar com humanização todos os pacientes. Já tivemos algumas melhoras no atendimento, e essa obra vai dar um conforto de espaço físico. Vamos conseguir o que o prefeito sempre quis desde o primeiro dia de mandato, que é melhorar os serviços oferecidos à população. Ele chegou aqui (no hospital) e disse: ‘olha, esses pacientes não estão sendo bem atendidos’”, relatou o secretário Municipal de Saúde, Dr. Marco Appolinario.

Entre o público presente compareceram secretários, subsecretários, servidores e os vereadores Cláudio Vilar (Magal) e Osvaldo Pereira.

* Crédito fotos: Bruno Grosman

Prefeitura de Guapimirim vai inaugurar nova emergência do Hospital Municipal

A Prefeitura de Guapimirim, por meio da Secretaria Municipal de Saúde, vai inaugurar, às 17h da próxima sexta-feira (20/10), a nova emergência do Hospital Municipal José Rabello de Mello.

A principal unidade de saúde da cidade passou por recentes obras e faz parte de algumas das melhorias prometidas pelo atual governo.

A nova emergência tem por intuito oferecer maior conforto à população e separar os distintos públicos. Uma das emergências será voltada para atender exclusivamente crianças e gestantes, desse modo evitando que se deparem com a chegada de pacientes feridos e/ou em estado grave.

“Durante a campanha prometemos que buscaríamos melhorar a qualidade da saúde da população, e é isso o que estamos fazendo. Criamos o primeiro centro de imagem do município, fizemos uma excelente campanha de vacinação contra a febre amarela, regularizamos a despensa do hospital e a distribuição de medicamentos básicos logo no início do governo. Hoje, o Hospital Municipal é referência entre 52 unidades de saúde avaliadas em 13 municípios da Baixada Fluminense pela Defensoria Pública e pelo Cremerj (Conselho Regional de Medicina do Estado do Rio de Janeiro)”, disse o prefeito Zelito Tringuelê.

A nova emergência do Hospital José Rabello de Mello representará uma melhora na qualidade dos serviços. Além disso, foram construídos uma sala de estabilização, novos sanitários e a recepção foi ampliada. A Secretaria de Saúde tem investido bastante na capacitação de nossos funcionários. No início de 2017, a Prefeitura firmou acordo com a Defensoria Pública para melhorar a qualidade da saúde do hospital, diante do que foi encontrado ao assumirmos este ano. Sabemos que ainda há muito a ser feito, mas isso é um trabalho que requer planejamento, tempo e muita força de vontade”, comentou o secretário Municipal de Saúde, Dr. Marco Appolinario.

Guapimirim promove pela primeira vez um fórum de Saúde Mental

“Tiramos o CAPS (Centro de Atenção Psicossocial) do anonimato”. Essa é a conclusão dos organizadores do I Fórum Municipal de Saúde Mental, que ocorreu na última terça-feira (10/10). A data coincidiu com a celebração do Dia Mundial de Saúde Mental. O evento foi promovido pela Prefeitura de Guapimirim, na Pousada Sonho Verde, no Centro, e reuniu mais de 200 pessoas, em grande maioria psicólogos e estudantes. Participaram da mesa o vice-prefeito Pastor Ricardo, o secretário Municipal de Saúde, Dr. Marco Appolinario, o coordenador Municipal de Saúde Mental, Agnaldo Silva, e as coordenadoras do CAPS, Flaviane Babick, e CAPS AD (Álcool e Drogas), Sheila Medeiros.

“Aos profissionais [de saúde mental], que Deus abençoe vocês, para que entendam que estão lidando com pessoas. Vocês não estão lidando com incômodos, estorvos nem problemas. Vocês lidam com pessoas (…); hoje estamos aqui discutindo essa nova realidade [no tratamento de saúde mental], destacou o vice-prefeito Pastor Ricardo.

“Estamos realizando este evento, para mostrar que a questão da saúde mental é uma realidade. Agora estamos, de fato, começando a discutir, e isso já é um grande passo na evolução do tratamento de saúde mental (…)”, comentou o secretário Municipal de Saúde, Dr. Marco Appolinario.

“Desejo a vocês um bom fórum, que vocês tenham um bom aprendizado. Como coordenador, quero que o povo não só tenha um olhar diferenciado para a saúde mental, mas que participe também, para que possamos promover uma qualidade melhor na saúde mental”, disse o coordenador Municipal de Saúde Mental, Agnaldo Silva.

“Quero aqui enfatizar a importância da Lei nº 10.216/2001, que fala sobre o direito e a proteção das pessoas com transtornos mentais. O que temos feito como cidadãos para que essa lei seja cumprida??? (…); as pessoas com deficiência física possuem muletas, já os deficientes visuais, bengalas. E as com transtornos mentais??? Não existe acessório para elas. Só podem contar com o apoio da família”, questionou a coordenadora do CAPS, Flaviane Babick.

“Gostaria de dizer que hoje vocês terão a oportunidade de conhecer a nova saúde mental, principalmente vocês, alunos. Vocês vão ver que a saúde mental não sou eu nem a Flaviane ou o Agnaldo. A saúde mental somos todos nós, trabalhando juntos em rede. O ouvir o outro é muito importante”, falou a coordenadora do CAPS AD, Sheila Medeiros.

O fórum emocionou ao público presente. Um desses momentos foi a performance de dona Maria Eleonora, usuária do CAPS, e a menina Júlia Babick, que juntas cantaram ‘Balada do Louco’, de Ney Matogrosso. Júlia simbolizava o novo, a esperança de dias melhores no tratamento de transtornos mentais. Já a paciente representava os resultados positivos trazidos pelo tratamento humanizado.

“Eu espero que a geração de amanhã trate o louco com mais carinho, com mais compreensão, não com desprezo ou humilhando, não nos apontando na rua [o dedo] como loucos nem como surtados. Nós surtamos, mas temos uma equipe no CAPS que está nos apoiando e dando uma nova oportunidade de sermos felizes”, expressou a dona Eleonora, ao relatar o preconceito que sente por parte de outras pessoas.

Em Guapimirim, o fórum de saúde mental teve sua devida importância, considerando o elevado número de tentativas de suicídio. Um estudo de 2012 a 2014 revelou que houve ao menos 130 casos de tentativas de suicídio no município. Todavia, estima-se que o número seja muito maior, devido à falta de registros oficiais.

Ao longo do dia ocorreram palestras com especialistas em saúde mental. O psicólogo Ailson Campos Júnior falou sobre o seguinte tema: ‘Saúde Mental na Atenção Bástica: Os desafios de um cuidado em rede’; já o médico psiquiatra Marcos Argolo falou sobre ‘o processo de desinstitucionalização do Hospital Estadual Teixeira Brandão, reiterando a importância da Reforma Psiquiátrica’; a coordenadora do CAPS AD, Sheila Medeiros, fez uma apresentação sobre Saúde Mental; a psicóloga do CAPS, Ana Cloe, abordou o seguinte tema: ‘Evitando que a vida silencie: a prevenção do suicídio nos serviços de saúde’; enquanto que a coordenadora do CAPS, Flaviane Babick falou do seguinte tema: ‘Saúde Mental em visão social, inclusão e estigmas da sociedade’; e ao fim, o coordenador Municipal de Saúde Mental, Agnaldo Silva, falou sobre ‘a patologização dos pacientes de Saúde Mental pela família e sociedade’.

Guapi Imagem já tem data para inaugurar

O Centro Municipal de Diagnóstico por Imagem, o Guapi Imagem, terá capacidade para realizar 1.200 exames mensais, estima a Secretaria Municipal de Saúde. A inauguração está prevista para as 18h da próxima sexta-feira (6/10) e é aberta ao público.

“O Centro de Imagem marca uma nova era na saúde de Guapimirim. Antes os exames eram terceirizados e conseguíamos realizar apenas 250 exames por mês, além da clínica não ser conveniada com o Sistema Único de Saúde (SUS). O Guapi Imagem é conveniado e será completamente custeado pelo SUS”, explicou o secretário Municipal de Saúde, Dr. Marco Appolinario.

“Trazer melhorias na saúde foi uma de minhas promessas de campanha, e estou buscando formas de minimizar os problemas no hospital e nos postos de saúde. Estamos construindo o Centro de Imagem com recursos unicamente do Município. Não tem dinheiro do Estado [do Rio de Janeiro] nem do governo federal”, expressou o prefeito Zelito Tringuelê.

O Guapi Imagem realizará os seguintes exames: tomografia, colonoscopia, endoscopia digestiva, raios-x digital, ultrassonografia, ecocardiograma, eletrocardiograma, eletroencefalograma, mamografia digital.

Durante a campanha Outubro Rosa, de prevenção ao câncer de mama, as mamografias serão realizadas no Guapi Imagem.

Prefeitura de Guapimirim realizará campanha de vacinação contra raiva animal

A Prefeitura de Guapimirim realizará, no próximo dia 07 de outubro, a Campanha de Vacinação Contra Raiva para cães e gatos. Neste ano, a meta é imunizar 7 mil animais. O objetivo da campanha é manter o controle da doença, que é fatal. As doses das vacinas são gratuitas e serão disponibilizadas das 8h às 16h, em 15 postos em diversos locais da cidade.

Confira os postos de vacinação:

Posto de Saúde João Arruda, no Centro
Escola Municipal Prof. Otelo, no Centro
Escola Municipal Rui Barbosa, em Quinta Mariana
Praça Niterói
Escola Municipal Castro Alves, em Caneca Fina
Ginásio Poliesportivo, no Bananal
Escola Estadual Prof. Alvina Valério da Silva, em Parada Modelo
Escola Municipal Santa Eugênia, em Parque Santa Eugênia
Creche Municipal Silvia Inês da Silva Freire, em Jardim Guapimirim
ESF Status
ESF Parada Ideal
ESF Vila Olímpia
ESF Vale das Pedrinhas
UBS Rua 11, Saco/Cordovil
Vacinação Itinerante: Monte Olivete (Manhã) – Barreira e Garrafão (Tarde)

Setembro Amarelo: Vale das Pedrinhas tem caminhada de prevenção ao suicídio

A Secretaria Municipal de Saúde, por meio do Centro de Atenção Psicossocial Álcool e Drogas (CAPS AD) do Vale das Pedrinhas, realizou a caminhada Setembro Amarelo de prevenção ao suicídio no Vale das Pedrinhas, no último dia 22 de setembro.

Essa foi mais uma etapa do movimento de conscientização e de preservação à vida promovido pela Prefeitura de Guapimirim. Após a caminhada, houve uma breve palestra sobre o tema, além de atividades recreativas e de entretenimento.

“No mês de setembro trabalhamos a campanha Setembro Amarelo, de prevenção ao suicídio. É um mês importante para a saúde mental. Procuramos fazer caminhada, chamar atenção, porque a maioria das pessoas que têm depressão e algum problema têm dificuldade de se expressar. E quando falam, não são ouvidas. É fácil você ver alguém com o braço quebrado, com um machucado externo, mas não sabemos o que passa por dentro, no coração das pessoas. Por isso, nós, do CAPS AD, estamos prontos para ouvi-las, porque elas precisam de ajuda. Hoje tive a experiência de uma usuária que tentou suicídio. Três anos depois ela está muito bem. Não há dinheiro que pague isso”, explicou a assistente social e coordenadora do CAPS AD, Sheila Medeiros.

Secretaria de Saúde fará caminhada Setembro Amarelo no Vale das Pedrinhas

A Secretaria Municipal de Saúde, por meio do Centro de Atenção Psicossocial para Álcool e Drogas (CAPS AD), realizará a caminhada Setembro Amarelo, de prevenção ao suicídio, das 9h às 12h da próxima sexta-feira (22/9), no Vale das Pedrinhas.

Na sexta-feira passada (15) ocorreu uma caminhada no CAPS do Paiol. O percurso seguiu pela Avenida Dedo de Deus até a Praça Paulo Terra, no Centro.

A campanha Setembro Amarelo é uma iniciativa da Organização Mundial de Saúde (OMS) com o Centro de Valorização à Vida (CVV) e a Associação Brasileira de Psiquiatria (ABP). Em Guapimirim, a decisão de promover o evento se deve ao número de casos de tentativa de suicídio no município. Um estudo revela que entre 2012 e 2014 houve ao menos 130 casos. Contudo, estima-se que seja muito maior, por conta da falta de registros.

O ponto de concentração será no CAPS AD, na Rua Antônio Raposo Tavares n° 11, na Praça do Vale, até o portal de entrada do bairro, na BR-493.

Secretaria de Saúde promove a descentralização do Programa de Combate ao Tabagismo

A Secretaria de Saúde está promovendo a descentralização do Programa Municipal de Combate ao Tabagismo (PMCT). O serviço que era oferecido somente no Posto de Saúde João Arruda, no Centro, agora está disponível em diversos locais da cidade.

Com a descentralização, o paciente pode realizar todo o tratamento, com medicamentos, palestras e reuniões em grupo e individuais em qualquer unidade de Estratégia Saúde da Família (ESF), Unidade Básica de Saúde (UBS), CAPS Centro, CAPS Álcool e Drogas ou Centro de Atendimento à Saúde do Idoso (CASI).

Para isso todas as enfermeiras e recepcionistas destas unidades participaram na última quinta-feira (14/09), por um curso de capacitação com a Coordenadora do PMCT, Claudia Moura. “A partir de agora nós vamos dar oportunidade para que os pacientes dos bairros mais distantes tenham acesso ao tratamento”, afirmou.

A Coordenadora ainda completou, “outro benefício é conscientizarmos cada vez mais pessoas sobre os malefícios que o cigarro traz para o fumante e também para os seus familiares, que são considerados fumantes passivos, e dessa maneira podemos diminuir o número de pacientes com doenças decorrentes do cigarro”.

Agentes Comunitários de Saúde participam de mais um curso de capacitação

A Secretaria Municipal de Saúde, em parceria com a Secretaria de Assistência Social e Direitos Humanos, realizou na última quarta-feira (13/09), mais um curso de capacitação para que os Agentes Comunitários de Saúde que atuam no acompanhamento das famílias beneficiárias do Programa Bolsa Família conheçam de forma mais aprofundada o Programa e seus objetivos de acompanhamento na área de saúde.

O curso foi realizado em dois turnos e atendeu aos 60 agentes do município, que participaram de palestras com o Coordenador de Gestão de Programas Sociais da Secretaria Municipal de Assistência Social e Direitos Humanos, David Navarro, e com a Nutricionista da Secretaria Municipal de Saúde, Monise Ferreira.

No turno da manhã, o evento contou com a participação da Secretária Municipal de Assistência Social e Direitos Humos, Paula Machado, que deu início ao curso e com o Secretário de Saúde, Marco Appolinário, que reforçou a Atenção Básica como prioridade no governo e disse, “nós contamos com o comprometimento de vocês para que a saúde em Guapimirim se mantenha num bom caminho. Precisamos que cada um esteja 100% dedicado”.

A capacitação abordou temas como “O que é o Programa Bolsa Família?”, “A fiscalização do recebimento indevido de benefícios do Programa”, “Gestão de benefícios” e o “O acompanhamento familiar no Programa Bolsa Família”, entre outros.