Agricultores poderão devolver embalagens de agrotóxicos entre os dias 22 e 24 de agosto

Agricultores de Guapimirim poderão devolver as embalagens vazias de agrotóxicos entre os dias 22 e 24 de agosto próximos. A coleta itinerante é uma parceria entre a Prefeitura de Guapimirim, por meio da Secretaria Municipal de Agricultura, Pecuária e Pesca, e a Associação de Revendedores de Agrotóxicos da Região Serrana Fluminense (Arasef), e ocorrerá nos bairros da Cotia, Vale das Pedrinhas, Paraíso, Orindi e Parada Ideal. A ação é apoiada também pelo Instituto Nacional de Processamento de Embalagens Vazias (InpEV) e pela Empresa de Assistência Técnica de Extensão Rural do Rio de Janeiro (Emater-Rio).

Para o secretário Municipal de Agricultura, Pecuária e Pesca, Daniel Eugênio, a devolução dos vasilhames é de suma importância por tratar-se de uma responsabilidade socioambiental. A destinação correta das embalagens ajuda a evitar maiores danos ambientais. Antes da Lei federal nº 9.974/2000, as embalagens eram incineradas, enterradas ou jogadas em rios.

Veja o cronograma da coleta itinerante:

22/8 – das 9h às 16h – Rua Marta Alcântara Fares, bairro Cotia. Em frente à imobiliária.

22/8 – das 9h às 16h – na Associação AdoVale

23/8 – das 9h às 12h – Em frente à Escola Municipal Celina Correa da Silva, bairro Paraíso

23/8 – das 13h às 16h – Em frente à Escola Municipal Claudineia Pereira da Costa Cardoso, bairro Orindi

24/8 – das 9h às 16h – Praça de Parada Ideal

Secretaria de Agricultura realiza workshop sobre alimentação saudável e sustentabilidade

A Prefeitura de Guapimirim, por meio da Secretaria Municipal de Agricultura, Pecuária e Pesca, realizou no último sábado (24/06), um workshop sobre alimentação saudável, sustentabilidade e qualidade de vida. O evento que teve como objetivo incentivar o consumo de produtos da agricultura sustentável foi realizado na Praça da Emancipação, no Centro.

Na ocasião foram apresentadas opções de refeições saudáveis feitas a partir de alimentos que seriam desperdiçados. Como doce de casca de tangerina, requeijão com talos de couve e de espinafre, suco de capim limão e bolo da casca de banana, entre outros.

No decorrer do workshop, quem passava pelo local pôde degustar e conhecer as receitas feitas a partir do reaproveitamento e foi alertado sobre o aspecto e o sabor do alimento saudável e sem desperdício, que também torna a alimentação economicamente viável.

Prefeitura de Guapimirim distribui 250 sementes e mudas de árvores

A Prefeitura de Guapimirim, por meio da Secretaria Municipal de Agricultura, Pecuária e Pesca, distribuiu cerca de 250 sementes e mudas de árvores durante a feira verde, no último dia 9 de junho, em comemoração à Semana do Meio Ambiente. São mudas de árvores frutíferas e árvores pré-nascidas. Vale destacar a distribuição de sementes de abóbora, chicória, coentro, entre outras hortaliças.

“A ideia é criar a mentalidade da importância da horta em casa, criar no aluno a mentalidade de respeito ao meio ambiente, para que possam despertar o sentimento de que podem cuidar do planeta”, expressou o secretário municipal de Agricultura, Pecuária e Pesca, Daniel Eugênio.

As sementes foram distribuídas tanto para a população quanto para alunos da rede municipal de educação que estiveram presentes no evento.

Prefeitura dá início à campanha contra febre aftosa

Teve início nesta terça-feira (16/05), a Campanha Municipal Contra Febre Aftosa. A partir desta data cada produtor pode adquirir 50 doses da vacina na sede da Secretaria Municipal de Agricultura, Pecuária e Pesca, que visa atender os pequenos e médios produtores.

Durante o evento, o Prefeito Zelito Tringuelê falou aos produtores. “É de extrema importância que todo produtor vacine seu gado, por isso a prefeitura está dando toda assistência aos produtores”, afirmou.

O controle da febre aftosa é de grande importância, não somente para o produtor, mas para todo o município, caso seja constatado foco da doença, fica determinado o fechamento de toda exportação em um raio de 3km, já que esta é uma doença transmissível e com alto e rápido potencial de disseminação.

Marcelo Boiadeiro, da Fazenda Real, é produtor há 12 anos e afirma que “a vacinação é o que mantém o gado saudável, é preciso trabalhar a conscientização para que todo produtor entenda o porquê de vacinar”.

A Campanha Nacional Contra a Febre Aftosa vai até o dia 31 de maio, data final também para a entrega da declaração da vacinação no núcleo de Defesa Agropecuária em Cachoeira de Macacu, a ficha para declaração será dada ao produtor ao buscar a dose da vacina na Secretaria de Agricultura, Pecuária e Pesca, na Estrada do Bananal, 1919, Bananal, Guapimirim.

Qualificação para Produtores Rurais

Na manhã desta terça-feira, dia (21), a Secretaria Municipal de Agricultura, Pecuária e Pesca realizou o segundo encontro com os produtores rurais de Guapimirim. O objetivo do encontro foi qualificar e preparar o produtor rural familiar para vender seus produtos no município e informar as ações da prefeitura. A expectativa é que a prefeitura habilite esses pequenos produtores para que eles possam vender seus produtos regularmente. Além disso, o governo visa a valorização dos produtos cultivados na cidade.

“Esta reunião é importante para qualificar os produtores rurais e para que eles possam estar prontos para atender a demanda exigida pela chamada pública que a Secretaria Municipal de Educação vai fazer agora. A regularização é necessária para que a prefeitura possa usar os seus produtos na merenda das escolas municipais”, disse Dr. Daniel Eugênio, Secretário Municipal de Agricultura, Pecuária e Pesca.

Durante o encontro foram tiradas dúvidas dos produtores em relação a documentação necessária  para regulamentar o seu negócio, foi informado também como emitir a nota fiscal, os projetos da prefeitura em relação a este grupo e a prestação de serviço a ser realizado.

Segundo Michael Roque, produtor de maracujá, goiaba, aipim e milho, a aproximação entre o produtor e a prefeitura está sendo essencial para auxiliar o micro produtor rural de Guapimirim. Mas é importante que tanto o produtor quanto a prefeitura façam cada um a sua parte.

Para você que é pequeno agricultor do município que tem dúvidas em relação à emissão de documentos para regularização do seu negócio, tire suas dúvidas com os profissionais que estão na sede da Secretaria Municipal de Agricultura, Pecuária e Pesca. E não deixe de participar das reuniões.

Endereço sede da secretaria: Estrada do Bananal, 1919 – Bananal – Guapimirim

Descaso com o dinheiro público

Uma cidade que parece ter parado no tempo. É essa a definição que prefeito de Guapimirim, Zelito Trinquelê, usa para explicar as condições estruturais que encontrou ao assumir a prefeitura nesta semana. Ao continuar o trabalho de avaliação das secretarias, nesta quinta-feira (05), o prefeito mostrou-se preocupado com a quantidade de materiais comprados com dinheiro público e que não tiveram a finalidade adequada.

Em um galpão localizado no anexo da sede da Secretaria Municipal de Meio Ambiente, no bairro de Bananal, toneladas de lixos se encontram misturados a outros mobiliários da prefeitura que se quer utilizados. Ao menos dez carros e duas unidades móveis de saúde estão parados e abandonados irregularmente por falta de manutenção. Além dos veículos, inúmeros televisores, materiais apreendidos, cadeiras escolares e livros didáticos novos de diversas disciplinas foram deixados no local sem qualquer cuidado.

Para Zelito, a situação é um retrato dá má administração e do descaso com os moradores de Guapimirim.

“Não é preciso ser prefeito ou morador de Guapimirim para narrar a frustração de ver a nossa cidade dessa forma. É um desperdício de dinheiro e um descompromisso com o conhecimento. A minhão gestão não pode nem vai compactuar com a má prestação dos serviços. No que se referem aos livros, convidarei o secretário municipal de Cultura para iniciar a análise e aproveitar, no que for possível, esses títulos a fim de formarmos uma biblioteca”, definiu o prefeito.

Ao lado de Zelito, o secretário municipal de Meio Ambiente, Pierre Dutra, afirmou que em parceria com a secretária municipal de Obras vai realizar a remoção dos itens do local.

“É inadmissível vermos essa quantidade enorme de materiais perecendo desta forma. É uma questão que envolve inclusive a saúde pública. Quanto ao lixo, faremos a remoção de imediato”, disse Pierre.

Em outro galpão, este localizado na secretaria de agricultura, mais itens abandonados. Placas de trânsito, computadores, veículos e outros livros. Já no pátio, materiais de escolas de samba e até mesmo um ônibus permanecem jogados a céu aberto em terreno da Prefeitura. Alguns com acúmulo de água da última chuva. Condições perfeitas para proliferação do mosquito Aedes Aegypti.

“É incrível como conseguiram sucatear o patrimônio público. Nesse primeiro momento vamos arrumar a casa para seguir em frente. Estamos dispostos a fazer o melhor”, concluiu Zelito.