Guapimirim encerrou a 20ª edição dos Jogos da Baixada como 7º colocado entre as 14 cidades participantes. Essa já é considerada a melhor posição em comparação com as últimas 10 edições.

No ano passado, o município ficou em 13º lugar, na penúltima colocação. O mesmo se repetiu nos anos de 2011, 2013 e 2014. Em 2008 e 2012, Guapimirim não competiu. Em 2010 e 2015, o município ficou na 10ª posição, e em 2009, em 12º lugar.

A edição de 2017 já pode ser considerada a melhor em todos os sentidos. Guapimirim participou de todas as modalidades esportivas e levou a maior delegação de atletas de sua história e a maior em comparação com as cidades participantes deste ano. E também foi a primeira vez que um prefeito do município compareceu à cerimônia de abertura. Além disso, conseguiu a primeira medalha – de bronze – em natação na categoria Sub 14 Masculino, por meio do atleta Thalis Braga, de 12 anos.

“Como não ir a um evento do porte dos Jogos da Baixada? Como não prestigiar nossos atletas e nossos jovens? Estar presente na cerimônia reforça o meu compromisso com a juventude e com um futuro melhor para eles”, expressou o prefeito de Guapimirim, Zelito Tringuelê.

Para o secretário Municipal de Esportes e Lazer, Nielsen Krizek, a delegação deste ano se saiu vitoriosa em todos os sentidos, os quais foram mencionados acima. Ele está bem animado para a edição de 2018 e desde já, junto com sua equipe de coordenadores e instrutores, prepara os jovens. Esportes como natação e handebol têm sido fortalecidos.

Os Jogos da Baixada são promovidos pelo jornal O Dia e reúne estudantes das rede municipal e privada dos 13 municípios da Baixada Fluminense mais um participante. Este ano o convidado foi Mangaratiba.