Fique por dentro

Maio Amarelo: a prudência é companheira do condutor

Postado por Diego em 23/mai/2017 - Sem Comentários

O movimento Maio Amarelo, de conscientização contra acidentes de trânsito, está a pleno vapor em Guapimirim. Nesta segunda-feira (22/5), agentes da Guarda Municipal promoveram mais um dia de conscientização a motoristas e motociclistas, com distribuição de panfletos, sobre o risco de dirigir em alta velocidade, embriagado, sem o uso do cinto de segurança e sem capacete, na Avenida Dedo de Deus, no Centro de Guapimirim. Um automóvel destruído, por conta de um acidente cujas vítimas morreram em 2016, estava exposto aos que passavam pelo local.

Os guardas municipais Nogueira, Sousa e Heleno conversaram com motoristas e ciclistas e fizeram várias recomendações, entre elas a de não falar ao celular enquanto dirige, tendo em vista que as chamadas e as redes sociais são distrações para quem está dirigindo. A prudência é a melhor companheira do condutor.

O evento contou com a presença do atleta paralímpico e cabeleireiro Diogo Hanry, de 23 anos, morador de São Gonçalo. Por muito pouco, ele não fez parte das estatísticas de 38 mil mortes em acidentes de trânsito no Brasil no ano passado. Os dados alarmantes são da Organização Mundial de Saúde (OMS). Ele foi atropelado por um ônibus em fevereiro de 2016, enquanto pilotava uma moto sem capacete e sem o uso de equipamentos de proteção. Ele conseguiu superar a tragédia e hoje realiza palestras de conscientização. Paratleta com o apoio da Marinha, Diogo ganhou três medalhas de ouro no Circuito Loterias Caixa de Atletismo nas modalidades 100 metros, 200 metros e salto à distância.

“A minha família sofreu mais do que eu. Quando eu estava no hospital, me disseram logo de cara que eu tinha perdido uma perna. Eu disse para a minha avó que eu estava vivo, que poderia fazer quase tudo, menos comprar pão, porque ela dizia: ‘vai num pé e volte no outro’”, contou Diogo.

Vestido com uma blusa do movimento, Diogo Hanry conversou com condutores. Alguns destes se mostraram impressionados com a tragédia vivida pelo jovem e o parabenizaram pela iniciativa de conscientizar. “O amarelo é a cor da atenção, de alerta. Não deixe a fita mudar de cor”, pediu o paratleta, em alusão à fita de cor amarela, que simboliza o movimento.

O movimento Maio Amarelo acontece em outras partes do município até o fim deste mês. Inclusive, estão previstas palestras em escolas. No último sábado (20), agentes da Guarda Municipal realizaram o mesmo trabalho na Praça da Emancipação.

Deixe uma resposta