Fique por dentro

Seminário discute turismo como progresso para Guapimirim

Postado por Ascom em 15/mai/2017 - Sem Comentários

A Prefeitura de Guapimirim, por meio da Secretaria Municipal de Turismo, realizou o Seminário Municipal de Guapimirim, na tarde da última sexta-feira (12). O evento aconteceu na Pousada Sonho Verde e reuniu representantes de entidades de turismo e hotelaria, empresários do ramo e políticos. Cerca de 80 pessoas marcaram presença.

A abertura do evento foi feita pelo secretário Municipal de Turismo, Humberto Costa, quem destacou as belezas naturais de Guapi e o potencial econômico que a cidade tem. Na ocasião, ele fez questão de enfatizar que o Dedo de Deus, pico que mede 1.692 metros de altura e se localiza no Parque Nacional da Serra dos Órgãos (Parnaso), pertence ao município. “O Dedo de Deus é de Guapimirim. Muita gente não sabe disso, porque pensa que Guapi termina na subida da serra. Mas, não. Guapimirim vai além disso”, expressou.

O diretor de Operações da Turisrio, Sérgio de Mello, representando o governo fluminense, palestrou sobre a importância da formalização da atividade turística. Já o presidente da Federação de Convention & Visitors Bureau do Rio de Janeiro, Marco Navega, abordou a importância de uma associação do setor para fomentar o turismo.

Representantes do Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac) falaram sobre a importância da hotelaria e da gastronomia para o roteiro turístico e a identidade que ambas geram para a região.

Durante o evento, o secretário Municipal de Indústria, Comércio, Trabalho e Renda, Leandro Cerqueira, contou que a chegada da cervejaria Jeffrey à cidade, nos próximos meses, contribuirá para o incentivo ao turismo.

Já o prefeito de Guapimirim, Zelito Tringuelê, destacou que no município existem apenas umas 15 pousadas, somente quatro delas registradas. Ele explicou que pretende incentivar o crescimento do setor, principalmente do empresariado local, e apresentou uma série de novidades, entre elas a campanha ‘Guapi, quem ama cuida’, de valorização da cidade. O líder municipal contou que em breve será lançado um serviço de concessão de alvarás em até 48 horas após a solicitação. O empresário ou comerciante receberá uma licença temporária, para que o estabelecimento comece a funcionar imediatamente, enquanto terá um prazo para preparar toda a documentação requerida para a legalização do mesmo. Ele quer acabar com a demora na emissão do documento que no passado levava até uma década ou ficava indefinida.

Já o vice-prefeito e secretário da Casa Civil, Pastor Ricardo, comentou que as autoridades de turismo, hotelaria e gastronomia continuarão a discutir os incentivos ao setor, inclusive com a oferta de cursos de capacitação profissional para guias turísticos, garçons, camareiras, faxineiras, tradutores, entre outras áreas. Na ocasião, ele convidou empresários que não residem ou não têm negócios em Guapi a se instalarem no município. Garantiu que os investimentos que fizerem no município terão retorno até médio prazo.

Também compareceram ao evento o presidente da Câmara Municipal, vereador Halter Pitter, e os vereadores Alessandra Lopes e Osvaldo Pereira.

 

Deixe uma resposta